Elos de Nós...
Soni@ Pallone



"...Triste, lenta e atroz, em todos nós,
a dor da própria despedida...
Paira sobre o ar e sobre o amor
refletindo o medo e a dor maior
de quem nada fez...
Pedra sobre pedra,
e nos pés e nas mãos,
uma terrível atadura...
E aí meu Deus, deste silêncio em nós,
e dos nós que amarram a alma
cinzenta e corrompida..."







Versos Mudos
Soni@ Pallone



"...Os dias em que meus versos
ficaram mudos já são quase esquecidos...
Meus pedaços, metades,
partes incógnitas dos meus vários “eus”...
Tudo isso já são fragmentos 'deslembrados'
de um tempo descolorido...
Sou agora,
tinta nova de uma poesia farta,
cenário e estrada,
um mundo todo doado só pra mim..."







Sentindo Solidão
Soni@ Pallone



"...Pensamentos distintos, olhares ausentes
Diálogos vagos e dispersos
esperando a noite trazer estrelas
e a chuva molhar a esperança...
A sensação do tempo doado
na expectativa da sorte plantada...
Os olhos que choram e apenas imaginam
o que poderia ter sido e não foi
O corpo em devaneios, vertigens onduladas...
O sorriso triste retribuído ao caminhante
que não percebe a dor...
E assim defino esse fim.
Ocultando os fatos pra manter a verdade
De que estamos juntos sentindo solidão..."







Apenas...
Soni@ Pallone



“...Razão ultrapassa,
coração se completa e eu vivo
para fazer parte da sua existência...
O seu fluir é o que me faz agir,
e o meu pensar interage
na minha maneira de expressar...
Apenas te vejo,
apenas te sinto,
apenas contestas a minha razão,
apenas existes em meu coração...”







Minha Oração
Soni@ Pallone



"...Senhor,
meu sonho é poder levantar voo,
sobre o mundo e o tempo...
Pedir-te emprestados os olhos
para poder entender minha vida
e conhecer o mistério dos teus desígnios...
Vazia de qualquer ideia,
de qualquer imagem,
voltar para continuar sendo
tua vontade e a semente
do teu amor imenso..."







Morada da Inspiração
Soni@ Pallone

"...A simplicidade e a nudez das palavras
me mostram como sou,
e embora eloquente e pessoal
minha inspiração tem reticências e
constrói espirais no ar...
Viajo de olhos vendados
por mundos não explorados,
por mares não revelados,
por abismos não escalados...
Solto, fiel, minhas amarras...
Mato em mim os contrastes
que me perturbam,
e vou de encontro a um paraíso
que eu mesma posso pintar...
Dona das tintas e dos pincéis
só tenho que entrar
nesse quadro e morar..."

 

Visite Sonia Pallone em:

Solidão de Alma

 

 

 

 

 

 

  Anterior    

  Próxima   

 

 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI


 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio/2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Maio/2006
e reformatada em Novembro/2013

Créditos
Mask Edith22
Midi With Someone Like You