Ser Poeta

Marise Ribeiro



Ser poeta é navegar no mar do imaginário,
singrar por um cenário de ilusões,
aportar suas palavras num estuário,
onde por elas anseiam ávidos corações.

Ser poeta é invadir a alcova dos amantes,
escutar seus sussurros e delírios,
espreitar até brigas lacrimejantes,
para contar em versos emocionantes.

Ser poeta é revoltar-se com a injustiça,
chorar diante da imensa pobreza,
gritar de peito aberto contra a vil cobiça
e transformar tudo isso em um toque de beleza.

Ser poeta é pintar da natureza os elementos,
vivenciando todos os acontecimentos,
é matizar sua arte com o exuberante alvorecer
ou pincelá-la com tons sombrios do anoitecer.

Ser poeta é cantar os antagonismos,
falar da vida, da morte, da lida, da sorte,
costurar o assunto com magnetismo,
para que ao infinito da alma nos transporte.

Ser poeta é experimentar por inteiro
o seu sentimento e o da humanidade,
é transbordar emoções feito um aguaceiro,
sem nunca deixar estiar sua verdade.


15/09/05







 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Julho de 2006
e reformatada em Julho de 2013.

Crédito
Midi Ernesto Cortazar - Reflexions