Quando o Amor Se Perde

Marise Ribeiro



Aos poucos fomos esmaecendo;
já não havia mais a mágica do olhar,
as palavras foram se perdendo,
aquela cumplicidade no amar
percorreu um caminho torto...
Quando percebemos era tarde,
o nosso amor já estava morto.

Começaram as indagações:
de quem foi o erro, meu ou seu?
Nada disso importa agora,
quando o sentimento já se perdeu.
Culpar o estresse, a rotina,
tentar achar uma causa de qualquer maneira,
é besteira, não vale a pena, amofina,
pois a vida já nos deu uma rasteira.

Fica pra nós a experiência
de que o amor não é uma ciência,
nem exata, nem inexata...
O amor quando não sublima
é porque não foi alimentado com estima,
amizade, respeito e uma dose de paixão.
O amor só resplandece em lume
quando a alma dos dois se funde.


20/06/05





 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Agosto de 2006
e reformatada em Julho de 2013.

Crédito
Midi Reflections