Passagem


Marise Ribeiro




Senti que havia um pássaro
adormecido dentro de mim.
E as asas que eu não possuía
nasciam enfim.
Pena a pena, cor a cor,
tornaram-se prontas.
Prontas para que?
Que pássaro seria eu?
Uma águia poderosa e caçadora,
espreitando suas presas
dos rochedos escarpados?
Ou um canário, com seu canto mavioso,
anunciando a primavera?
Ou mesmo, com as penas nascidas,
seria apenas uma ave que não voa?
Bati fraca e timidamente
minhas asas virgens.
Fui dominando meus medos...
Senti-me levitando, subindo, subindo...
Parei no ar e minhas asas,
como num frenesi,
batiam aceleradamente...
Foi então que descobri
que nasci um colibri!



04/04/05




 



 

 

 

 

 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro


Página inserida em Maio de 2006
e reformatada em Julho de 2013

Créditos
Tube Cadre Maxou
Midi Ernesto Cortazar - Fly With Me