O Avesso das Palavras

Marise Ribeiro



Que me importam ao ouvido sussurros,
belas palavras, mas de sabor artificial,
se ao desprezo da alma as empurro,
por que não me convencem do real?...

Não quero falsos sons bordados,
daqueles que iludem o coração...
Bordados de um lado esmerados,
mas do avesso... os erros da mão.

Preciso muito mais do que frases
anônimas, plagiadas ou banais...
Deixo aos insensíveis as análises,
se elas atingem seus ideais.

Palavras ditas se perdem no ar;
as escritas... podem ser inventadas;
aprecio aquelas pelo coração faladas
e depois lavradas no silêncio do olhar...

12/09/07





 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Outubro de 2007
e reformatada em Julho de 2013.

Crédito
Midi Ernesto Cortazar - Love Letter