No Tempo dos Quintais

Marise Ribeiro
 


A saudade me leva pro passado
E, no fechar dos olhos... tal e qual,
Vejo a minha casinha e seu quintal
Como se fora um sonho bem sonhado.

O galinheiro sendo derrubado...
No lugar, um telhado com beiral...
Não mais teria o canto matinal
Do galo a uma panela condenado.

Outros bichos moraram lá depois:
Uma bela jandaia e cães, só dois...
A jandaia fugiu, cães não há mais...

Sem gritos e latidos de animais,
O som que vem e ecoa de emoção
É o pranto do saudoso coração...


15/02/08






 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Maio de 2008
e reformatada em Julho de 2013.

Crédito
Midi Andre Gagnon - Dream