Insinuação

Marise Ribeiro
 


Venha, vai!... Se insinue pra mim,
mostre um pouco do seu encanto,
use apenas uma flor... carmim,
escute o sax com um belo canto...

Venha, mostre-me que sou capaz
de falar de você, de falar de nós...
Isso... assim, continue se insinuando mais,
abra-me, desatando por dentro o meu ilhós...

Venha, encoste-se aqui languidamente...
Sussurre palavras ao meu ouvido,
mas não me faça perder o sentido
do que eu quero aproveitar conscientemente.

Venha, fale-me de amor ou não,
mas fale... Não gosto de quietude...
Tire-me suspiros de pura emoção...
Comande o jogo!... Tome uma atitude!

Venha, hoje seja leve... brejeira...
Falta pouco... Estou quase conseguindo...
Quero de te ver assim... florindo...
Ah, poesia, não termine esta brincadeira!


24/05/07




 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Janeiro de 2008
e reformatada em Julho de 2013.

Crédito
Midi Fausto Papetti - Summertime