Incessante

Marise Ribeiro



Procuro em seus braços
a segurança que almejo...
Inútil desejo... me despedaço.

Procuro no silêncio da noite
a paz como companheira...
Besteira... a solidão é um açoite.

Procuro no dia que amanhece
a força que me leve em frente...
Nada acontece... permaneço dolente.

Procuro no sorriso de uma criança
a bendita esperança...
Nada me alcança... a vida é uma insegurança.

Procuro nas cores da natureza
a essência da existência...
Fecho a janela da alma... choro de tristeza.

Procuro na poesia abrandar minha pena,
mitigar minha existência terrena,
mas o poeta nem sequer me acena.

Tento procurar essa cura em mim,
mas tenho medo de descobrir
que estou condenada a viver assim.


19/08/05






 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Novembro de 2006
e reformatada em Julho de 2013.

Créditos
Tubes Sorensen Design e Montana Kate
Tutorial Kagaline Design-Art
Midi Chopin - Nocturne