Feiticeira da Noite

Marise Ribeiro



Olho pra cima e te vejo tão bela e imponente,
inspirando corações enamorados,
desenhando relevos sombreados,
entristecendo a noite dos abandonados.

És mais cantada do que o sol,
mesmo com o fulgor do arrebol...
És musa de poetas, de cantores...
Até bêbados trôpegos pelas ruas
saúdam-te ao levantarem o copo... Ó encantadora lua!

Tua beleza independe da fase que mostras...
Não és menos adorada quando minguante,
mas te tornas mais cativante
quando, cheia, prateias a alma dos amantes.

Até o mar se curva a ti,
ao comandares o ciclo de suas marés;
só a mim tu não queres ouvir,
quando te peço pra não o deixares partir.

Faze com que o meu homem se enterneça
e, ao ver teu brilho, arrependa-se de me abandonar,
porque senão somente o sol irei louvar
e os meus olhos escurecerei ao teu luar.


23/09/05






 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Janeiro de 2007
e reformatada em Julho de 2013.

Crédito
Midi Meyer