Ciclo Vital

Marise Ribeiro



Como um refrigério às chagas,
a chuva acaricia a vida que grita,
lava a face da terra bendita,
penetra e fertiliza de verde o útero faminto.

Verde da árvore que prepara o fruto,
após a florescência, seu tributo...
fruto que sacia o mundo
e o solo ao redor torna fecundo.

Solo coberto de húmus de diversidade,
desde a larva que alimenta o pássaro
até os microrganismos em pluralidade.

No ciclo da vida não se faz reparo,
longe do homem a natureza luta
e recomeça sua perpetuação absoluta.


19/09/05






 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Novembro de 2006
e reformatada em Julho de 2013.

Crédito
Midi Ever Green