Aquarela

Marise Ribeiro



No ontem de mim, uma tela inerte
a imagem da solidão refletia.
Pálidas e inexpressivas, as espumas do tempo
varriam sombrios dias.
No hoje, a arte concreta dos conflitos
explode em tonalidades de gritos
de uma paisagem que ansiei compartilhada...
Dou a mão a mim mesma,
"aquarelo-me" com o silêncio do nada,
diluo ímpetos e afãs
e me esboço abstrata em nuanças do amanhã...


14/06/09





 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Julho de 2009
e reformatada em Julho de 2013.

Crédito
Midi Elian Bittencourt - Flor de Lilah