À Vida

Marise Ribeiro



Nada vai me tirar a ilusão do paraíso,
nem tampouco apagar meus sonhos...
Não perderei meu tino, meu juízo...
A ti sempre darei olhares risonhos.

Podem chover em mim ingratidões,
obstáculos vedarem o brilho da claridade
ou desafinarem as notas das canções...
A ti sempre darei olhares de suavidade.

Maldades prevalecendo ao perfume da doçura
ou mãos ceifando o desabrochar da flor,
nem isso me empurrará à loucura...
A ti sempre darei olhares de amor.

Pode o céu pra mim não azulecer
e até a noite devorar meu dia...
Mas as vozes de minha alma, quem as irá emudecer,
se a ti sempre darei olhares em poesia?


02/06/06






 



 

 



 


 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI



 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
 Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero
até Maio de 2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Outubro de 2006
e reformatada em Julho de 2013.

Créditos
Tutorial @thenais
Midi Ernesto Cortazar - Flesh Versus Flesh