Nuvem
Eme Paiva




Somos as lágrimas
que você não chorou...

Ao fervor do sentimento...
no esforço para nos conter
ao resolver seu dilema,
evaporamos
antes de chegar aos seus olhos!...

Agora somos nuvem.
Podemos a qualquer hora chover,
em algum de seus poemas!



07/06/07

 

 

Meus Poemas
Marise Ribeiro




Meus poemas são aquelas lágrimas
vertidas pela alma...
Aquelas que não evaporam...
Não lhes dou esse tempo pedido!
Antes de secarem,
transformo-as num lamento doído.

Esta dor não tem forma...
Se nuvens fossem,
não seriam as de chuva passageira,
daquelas que mal lavam o chão...
Seriam nuvens negras... carregadas,
emitentes de trovões imoderados...
Se desaguassem,
virariam poemas amargurados.



07/06/07


 


 

 

 

 

 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI


 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio/2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Julho/2007
e reformatada em Outubro/2013

Créditos
Tubes Aclis e Corinne.Vicaire
Midi Secret Garden - The Promise