Migalhas
Marise Ribeiro




Ah, quem me dera ter você aqui,
com a cabeça em meu peito,
pedindo-me colo com olhar suspeito
de quem logo depois vai me despir!...

Ah, quem me dera ter você aqui,
olhando o céu e fazendo juras,
mas arisco e rápido como um colibri
se evadindo de uma captura!...

Ah, quem me dera ter você aqui,
ao meu lado na cama desfeita,
mesmo com o tempo à espreita,
para não perder a hora de partir!...

Ah, quem me dera aqui as migalhas,
saciando minha fome de você!...
Melhor do que esta dor que espalha
o jejum amargo do querer... e não ter.



05/08/07

 

 

Migalhas
Humberto Rodrigues Neto




Que mais desejas, afinal, que eu faça
pra ter por meu o que de ti não tenho,
se já cansado estou de tanto empenho
de haurir de ti a mais suprema graça?

Há quanto tempo mendigando eu venho
um pouco mais que esta ventura escassa!
Do amor apenas pingos pões-me à taça
que eu sorvo ao jugo de pesado lenho!

Somente a um outro, nas liriais toalhas
da mesa de Eros serves tua paixão,
mesa em que, pródiga, teus bens espalhas!

E ali enjeitado, a farejar o chão,
o meu amor vive a lamber migalhas
que tu lhe atiras qual se fora a um cão!


 


 

 

 

  Anterior    

  Próxima   

 

 
 

Para receber nosso
Boletim de Atualizações
cadastre seu e-mail

AQUI

Gostaria de traduzir
esta página?
Então clique

AQUI


 

 

  Site Editado em Maio de 2006
 Copyright
© 2006 - Marise Ribeiro
 Todos os direitos reservados.
 Proibida a cópia total ou parcial deste site.
 
 
 Quando não constar qualquer observação
 sobre a autoria das imagens usadas neste site,
 considere que foram capturadas na Internet
ou em grupos de trocas virtuais,
 sendo portanto de uso sem restrições.
 
Visualização Padrão 1600x900

Webdesigner Drica Del Nero até Maio/2011

Webdesigner Marise Ribeiro

Página inserida em Agosto/2007
e reformatada em Outubro/2013

Créditos
Tube Gina
Midi Canzona